Participe ao vivo

  • Programa Semeando a Palavra

    Pastor Júnior Santos

Participe na programação ao vivo da Brasil Sul!

Esportes

«
Anterior
Acompanhe a programação esportiva da Rádio Brasil...
»
Próxima
Londrina Esporte Clube: Roberto Fonseca é o novo ...

Londrina Esporte Clube: Após seis anos com Tencati, Londrina vai para o quarto técnico em oito meses


Com a saída de Sergio Soares, Tubarão busca quarto treinador, com a missão de tirar o time da zona de rebaixamento da Série B do Brasileiro. Roberto Fonseca é um dos candidatos

Reportagem de Radio Brasil Sul

O Londrina está no mercado mais uma vez procurando um novo treinador para a sequência da temporada. Com a saída de Sergio Soares, demitido após a derrota para o Guarani, o Tubarão vai para o seu quarto técnico em um intervalo de oito meses. Algo bem diferente do que viveu nos últimos anos, quando teve Claudio Tencati como o mais longevo no futebol brasileiro, trabalhando no clube por sete temporadas consecutivas.

Segundo apuração do GloboEsporte.com, um dos nomes avaliados pela direção do Londrina para assumir o cargo é Roberto Fonseca. Ele tem 56 anos e comandou o Sampaio Corrêa até o dia 26 de julho, quando foi demitido. No time maranhense, ele conquistou recentemente o título de campeão da Copa do Nordeste, passando pelo Bahia na decisão. O treinador dirigiu o Tubarão em 2005 e em 2007, e foi jogador do clube na década de 1980.

O novo treinador terá a missão de tirar o Londrina da zona de rebaixamento na Série B do Brasileiro. O Tubarão fechou o primeiro turno da competição na 17ª posição, com 21 pontos, somando cinco vitórias, seis empates e oito derrotas. As trocas no comando refletem diretamente na campanha ruim.

O primeiro treinador do time em 2018 foi Ricardinho. Ele foi apresentado em novembro de 2017, no mesmo dia do anúncio da saída de Claudio Tencati, mas só assumiu a equipe oficialmente no Paranaense deste ano. Acabou eliminado na segunda fase da Copa do Brasil, para o Ceará, e deixou o clube após perder para o Toledo, no estadual, quando o time completou seis jogos sem ganhar. Foram dez partidas no comando do Londrina com duas vitórias, quatro empates e quatro derrotas, com aproveitamento de 33,3%.

Para o lugar de Ricardinho, a diretoria trouxe Marquinhos Santos. O treinador assumiu o time na reta final do Paranaense e conseguiu uma reação, tirando o Tubarão do risco do rebaixamento para a disputa da final da Taça Caio Júnior, quando perdeu para o Atlético-PR.

Na Série B, o Londrina teve um bom começo com Marquinhos, com duas vitórias nos três primeiros jogos, sobre Boa Esporte e Ponte Preta. Porém, na sequência, ganhou apenas uma em oito partidas (do Coritiba, na oitava rodada). No restante, foram três empates, quatro derrotas. A recuperação veio no sábado, com a vitória sobre o São Bento, fora de casa. pela 12ª rodada. O treinador deixou o time em seguida trocando o Tubarão pelo próprio São Bento. Ao todo, o aproveitamento foi de 49%.

Para a vaga, Sergio Soares foi escolhido como substituto. Apostando em um estilo ofensivo, ele esteve no comando durante sete jogos da Série B do Brasileiro, com aproveitamento de 28,5% (uma vitória, três derrotas e três empates). Foi demitido após a derrota para o Guarani, que levou o time pela primeira vez para a zona de rebaixamento.

O Londrina volta a jogar na próxima sexta-feira, quando encara o Boa Esporte, às 20h30 (de Brasília), no estádio Dilzon Melo, em Vargina-MG, pela 20ª rodada da Série B, a primeira do returno da competição.

Fonte: Globo Esporte.Com

Foto: Gustavo Oliveira / Assessoria de Imprensa LEC