Participe ao vivo

  • Musical Brasil Sul

    Rádio Brasil Sul

Participe na programação ao vivo da Brasil Sul!

Esportes

«
Anterior
Clubes aprovam protocolo, e Ferj aguarda aval do ...
»
Próxima
Corinthians encaminha retorno de Jô, mas atacante...

Lucas Veríssimo cita sonho realizado com renovação com o Santos: "Valorização que busquei"


Zagueiro teve contrato com o Peixe ampliado até o fim de 2024, mas saída não está descartada

Reportagem de Globo Esporte

Santos oficializou neste sábado a renovação de contrato de Lucas Veríssimo até o fim de 2024 – o vínculo anterior era válido até o final de junho de 2022.

O zagueiro celebrou a valorização recebida e afirmou que "sempre vai buscar o melhor para a carreira" – ele nunca escondeu que tem o sonho de jogar na Europa.

Apesar de ter assinado um novo contrato com Lucas Veríssimo, o Peixe, em dificuldade financeira, não descarta uma possível saída do defensor, que tem proposta da Sampdoria, da Itália.

– Muito feliz por essa renovação com o Santos. Foi um reconhecimento do trabalho que venho realizando com essa camisa e uma valorização que sempre busquei. Como eu disse, estou muito feliz por esse sonho realizado. Seguirei sempre buscando o melhor para a minha carreira e a realização de outros sonhos, como, um dia, vestir a camisa da Seleção Brasileira – disse Lucas Veríssimo ao site oficial do Santos.

O presidente José Carlos Peres também comentou a renovação e elogiou novamente o zagueiro:

– A pandemia atrapalhou um pouco o processo, mas já estávamos conversando há algumas semanas e agora conseguimos concluir a renovação de contrato do Lucas Veríssimo. Ele é um grande talento, um dos grandes zagueiros da atualidade, e merece ser valorizado – afirmou Peres.

Nos últimos dias, a Sampdoria, da Itália, fez uma proposta a Lucas Veríssimo de 4,5 milhões de euros (R$ 26 milhões). O Santos vê com bons olhos a possibilidade de vender jogadores para equilibrar as finanças.

Nos últimos meses, o Comitê de Gestão do Santos votou as condições do novo contrato de Lucas Veríssimo, que terá aumentos salariais gradativos, luvas apenas se o jogador não for vendido até o fim de agosto de 2021 e multa de 70 milhões de euros (cerca de R$ 400 milhões) para clubes estrangeiros.

Foto: Estadão