Participe ao vivo

  • Musical Brasil Sul

    Rádio Brasil Sul

Participe na programação ao vivo da Brasil Sul!

Esportes

«
Anterior
Londrina entrega arrecadações para instituições
»
Próxima
Arsenal anuncia renovação com David Luiz e confir...

Estádio VGD completa 64 anos


Reportagem de Londrina Esporte Clube

O Estádio Vitorino Gonçalves Dias completa 64 anos nesta quarta-feira (24). Tradicional casa das equipes do Londrina Esporte Clube e um dos pontos turísticos da cidade, o VGD hoje abriga a também sede administrativa do Tubarão e o memorial Édson Henrique dos Santos.

História
O VGD foi inaugurado em 24 de junho de 1956.  Mas o local que hoje abriga a casa alviceleste já recebia os esportistas da cidade desde os Anos 1940. À época, era o campo de futebol do time da Família Mortari, dona de uma serraria e de uma cerâmica ao lado.

Antes de se tornar estádio, o campo também já foi usado pelo Esporte Clube Recreativo Operário da Vila Nova, equipe amadora da cidade. Ganhou cercas e arquibancadas e o nome de “Estádio Aquiles Pimpão Ferreira” – pioneiro, delegado e personalidade na cidade. 

A área então de propriedade da Companhia de Terras Norte do Paraná, empresa de capital britânico e uma das principais colonizadoras do norte do estado, passou para o controle do Município de Londrina ainda no início dos Anos 1950. 

Foi na administração do Prefeito Antonio Fernandes Sobrinho (1955-1959) que a casa do time alviceleste começou a ser estruturada para receber partidas oficiais de futebol, além de demais eventos esportivos e outras atrações da cidade – como eventos cívicos e sociais. 

VGD_Construção_YutakaYasunaka
Imagem aérea da região do VGD nos primeiros anos do estádio
Foto: Yutaka Yasunaka. Acervo Londrina em Fotos no Facebook 

O nome “VGD” vem de Vitorino Gonçalves Dias. Vitorino foi professor de educação física e um dos grandes personagens do desenvolvimento do esporte londrinense, principalmente nas escolas. É uma figura bastante lembrada até hoje em instituições como o Colégio Londrinense e o Colégio Estadual Vicente Rijo.

Vitorino morreu precocemente aos 34 anos de idade, em agosto de 1954, vítima de complicações causadas por uma mordida que levou do próprio cão de dois meses de idade. Segundo relatos da época, o professor protegeu os dois filhos quando o bicho de estimação da família avançou. 

Foto_03
Imagens das obras dos primeiros lances de arquibancada do estádio londrinense
Foto: Acervo Memorial Édson Henrique dos Santos

Primeira partida
O jogo inaugural do VGD foi em 24 de junho de 1956. É também o primeiro jogo da história do “Londrina  Futebol Clube” – precursor do atual Londrina Esporte Clube. E como não poderia ser diferente, um grande público compareceu ao estádio. 

O atacante Alaor Capela foi o primeiro autor do gol do VGD, aos 5 minutos do primeiro tempo daquele amistoso contra o Corinthians de Presidente Prudente-SP, que terminou empatado em 1 a 1.  Estima-se que nesta partida, 18 mil pessoas assistiram ao jogo das arquibancadas. Recorde de público do estádio, que atualmente tem capacidade para 8 mil torcedores. 

Decisões e grandes jogos
O Estádio Vitorino Gonçalves Dias foi a única casa do time alviceleste por 22 anos, até a construção do Estádio do Café em agosto de 1976 – quando o LEC disputou pela primeira vez a Série A nacional.

Mas foi no VGD que o Londrina atuou pela primeira vez em uma Série B do Campeonato Brasileiro. Isto em 28 de outubro de 1971 – quando empatou em 1 a 1 com o América FC de Joinville-SC, pelo Grupo E. Ponte Preta-SP e Mixto-MT também visitaram o estádio naquela competição. 

Em uma época na qual o Campeonato Paranaense começava a reunir equipes de várias partes do estado e não mais apenas clubes da capital e regiões próximas, o VGD também foi o primeiro estádio do interior a receber uma decisão do Estadual, em 1959. 

A decisão do Paranaense de 1959 foi contra o Coritiba, em um duelo que valeu o recorde de renda em jogos no futebol paranaense até então. O time coritibano venceu com um gol nos instantes finais da partida por 2 a 1 e ficou com o título. 

O Vitorino Dias foi ainda palco de outras grandes campanhas e conquistas alvicelestes, dentre eles dois títulos do Campeonato do Norte do Paraná. Foi importante também para a conquista do Paranaense de 1962 e recebeu o primeiro jogo alviceleste na Taça Brasil, em 11 de agosto de 1963. 

Também foi no VGD que o Londrina fez seu primeiro jogo internacional: um amistoso contra o Gimnasia y Esgrima, de La Plata, Argentina, em 2 de fevereiro de 1958. 

Londrina_x_Coritiba_VGD_1959
Londrina e Coritiba decidem o Campeonato Paranaense de 1959 no VGD
Foto: Gazeta Esportiva Ilustrada - Fevereiro de 1960

Grandes craques
A lista é grande. O VGD se tornou palco de craques alvicelestes inesquecíveis como os atacante Gauchinho, Chinezinho e Carlos Alberto Garcia. Foi ainda celeiro de craques como o goleiro Ado, o zagueiro Marinho, o meia Everton e os atacantes Nivaldo e Élber. 

Além deles, o tradicional estádio londrinense recebeu grandes craques do período que viviam o auge na carreira. Base da Seleção Brasileira campeã do Mundo de 1962, o Botafogo-RJ de Mané Garrincha, Manga, Didi, Nilson Santos, Amarildo e Zagallo veio com força máxima para um amistoso em agosto de 1961.

O Santos veio ao Norte do Paraná em setembro de 1961, também para um amistoso. E trouxe com ele um elenco cheio de estrelas e o já campeão do mundo Pelé. 

Pele_e_Garrinha_GazetaEsportivaIlustrada
Pelé e Garrincha: craques que já enfrentaram o Londrina no VGD
Foto: Gazeta Esportiva Ilustrada - Arquivo 1961 


O VGD de hoje
O estádio é de propriedade do Município de Londrina e concedido para uso do LEC ininterruptamente desde 1990. A cessão atual é até 2024. E a casa do Tubarão é sempre tratada com bastante carinho pelo clube.  

No complexo funciona a sede administrativa do clube. Também abriga a sede da Torcida Organizada Falange Azul, academia de boxe e de musculação. Desde 2017, passou a contar com o Memorial Édson Henrique dos Santos, o museu oficial do clube – faça aqui o seu passeio virtual. 


Palmas_VGD_2
Jogadores do Londrina agradecem apoio do público durante o Campeonato Paranaense de 2016
Foto: Reprodução

De 2016 para cá, a praça esportiva passou a não receber jogos da equipe principal londrinense, que tem mandado os jogos no Estádio do Café. Eventualmente, o VGD é utilizado para treinos e outros eventos com o time. Mas isso não significa que o tradicional espaço deixou de ter vida. 

Constantemente revitalizado pelo clube, o VGD recebe os garotos da escolinha de futebol do LEC. Também concentra atletas de categorias de base das categorias Sub-15 e Sub-17. Recebe jogos e treinos dessas categorias e do time principal feminino.

O local também é utilizado para atividades desportivas, sociais e culturais. Antes do avanço da pandemia causada pelo novo coronavírus, o LEC também recebia constantemente alunos da rede regular de ensino para visitas guiadas e gratuitas ao memorial e demais dependências do estádio.

Londrina x Imperial FC
Time feminino do Tubarão durante o Campeonato Paranaense de 2019
Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina Esporte Clube - 22-09-2019