Participe ao vivo

  • Programa Semeando a Palavra

    Pastor Júnior Santos

Participe na programação ao vivo da Brasil Sul!

Jornalismo

«
Anterior
Música: Liam Gallagher pede ao irmão Noel para re...
»
Próxima
Relatório documenta intoxicação aguda devido ao u...

Ortega acusa bispos da Nicarágua de dar apoio a grupos que querem tirá-lo do poder


Proposta de antecipar eleições gerais de 2021 para 2019 mostra que Conferência Episcopal é cúmplice de "forças externas e internas que buscam um golpe de Estado", afirma presidente.

Reportagem de G1

Por Deutsche Welle

 

  
Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, e sua vice-presidente, Rosario Murillo, chegam a evento em comemoração ao 39º aniversário da Revolução Sandinista, na quinta-feira (19) (Foto: Jorge Cabrera/ Reuters) Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, e sua vice-presidente, Rosario Murillo, chegam a evento em comemoração ao 39º aniversário da Revolução Sandinista, na quinta-feira (19) (Foto: Jorge Cabrera/ Reuters)

Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, e sua vice-presidente, Rosario Murillo, chegam a evento em comemoração ao 39º aniversário da Revolução Sandinista, na quinta-feira (19) (Foto: Jorge Cabrera/ Reuters)

O presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, chamou nesta quinta-feira (20) de golpistas os bispos da Conferência Episcopal e disse que eles são cúmplices de forças internas e externas que tentam derrubá-lo.

Durante um discurso diante de milhares de sandinistas numa praça de Manágua, o líder afirmou que muitos templos foram ocupados como quartéis para armazenar munições em meio à crise sociopolítica que o país atravessa desde abril.

A Conferência Episcopal, mediadora e testemunha do diálogo nacional, propôs a Ortega antecipar as eleições gerais de 2021 para 31 de março de 2019, sem que ele tente a reeleição, para superar a crise.

Ortega disse que ficou surpreso quando os bispos fizeram essa proposta, no início do mês passado, e que quando recebeu o documento com a proposta, teria dito: "Eles estão comprometidos com os golpistas".

"Dói muito dizer isso, pois tenho apreço aos bispos, eu os respeito, sou católico", continuou o líder, falando para milhares de nicaraguenses em comemoração do 39º aniversário da revolução sandinista.

Segundo ele, dentro do episcopado há bispos com posições de maior confronto e outros mais moderados, "mas infelizmente a linha que se impõe é a de confronto, não a de mediação".

   
Repressão a opositores ofusca aniversário de revolução na Nicarágua

Repressão a opositores ofusca aniversário de revolução na Nicarágua

Ortega chamou a proposta dos bispos, de antecipar as eleições e reestruturar o Estado, de golpe de Estado, salientando que essa não é a posição de um mediador, mas de uma instituição que está tomando partido na crise.

"Fiquei espantado, doeu em mim saber que os bispos tiveram essa atitude de golpistas", insistiu Ortega.

Na opinião do presidente, os bispos foram desqualificados como mediadores e testemunhas com a proposta de antecipar as eleições.

A Nicarágua atravessa a crise sociopolítica mais sangrenta desde a década de 1980, com mais de 350 mortos.