Participe ao vivo

  • Musical Brasil Sul

    Rádio Brasil Sul

Participe na programação ao vivo da Brasil Sul!

Jornalismo

«
Anterior
Secretaria explica curva no final do viaduto da A...
»
Próxima
Veja o que abre e fecha no feriado do Padroeiro d...

Prefeitura prorroga decretos de funcionamento de comércio; Acil pede que normas sejam cumpridas


Reportagem de Tarobá News

A Prefeitura de Londrina publicou o Decreto 719, prorrogando até 30 de junho os decretos municipais 541 e 558, que autorizam o funcionamento das atividades produtivas e econômicas, além de shoppings centers na cidade. A publicação foi feita na noite da última segunda-feira (22). 

Com isso, o comércio de rua de Londrina funciona até sexta-feira (26) das 10 às 16 horas. Já o horário de atendimento dos shoppings é das 11 às 19 horas. No sábado e no domingo os estabelecimentos permanecem fechados.

Carta aos empresários de Londrina

A Acil emitiu uma carta aos empresários. No documento, a entidade pede o cumprimento rigoroso dos decretos municipais que autorizam o funcionamento das atividades produtivas e econômicas, dentro dos horários preestabelecidos. Confira a íntegra. 

A Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL) está atenta a todas as ações direcionadas ao combate da Covid-19 em Londrina. A entidade também acompanha diariamente as estatísticas sobre a doença e a ocupação de leitos de enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais da cidade, além de estimular o bom uso dos protocolos de segurança que contribuíram para a retomada das atividades.

Por isso, vem reforçar junto aos empresários de Londrina a importância de se cumprir rigorosamente as orientações de saúde e higiene estabelecidas para a pandemia, assim como as regras determinadas pelos decretos municipais 541 e 558, que autorizam o funcionamento das atividades produtivas e econômicas, dentro de horários pré-estabelecidos.

Vale ressaltar que o comércio de rua de Londrina deve funcionar das 10 às 16 horas, e os shoppings das 11 às 19 horas, ambos de segunda a sexta-feira. Quando esses horários deixam de ser seguidos, surgem conflitos com outros setores da economia, como a indústria e os prestadores de serviços, provocando efeitos negativos como a superlotação do transporte coletivo.

O cumprimento à risca dos protocolos e medidas de flexibilização, além de evitar a disseminação da Covid-19, nos dá subsídio para evitar um novo fechamento do setor produtivo de Londrina.

A ACIL reitera que o momento é de prevenção, força, união e esperança.

Foto: Bonde