Participe ao vivo

  • Musical Brasil Sul

    Rádio Brasil Sul

Participe na programação ao vivo da Brasil Sul!

Jornalismo

«
Anterior
Acil e entidades entram com pedido para manter co...
»
Próxima
Avenida Guilherme de Almeida prossegue com obras ...

No Quintal do Vinil: Roberto Carlos e os "Detalhes" que conquistaram o público


Disco lançado em 1971 continua embalando os corações de várias gerações e imortaliza a canção "Detalhes" como a música mais romântica do repertório do Rei.

Reportagem de Juliano Lantmann

Difícil falar sobre a obra de Roberto Carlos. Confesso que foi muito difícil escolher qual LP iria comentar aqui na coluna e foram longas horas pra chegar a uma conclusão. Escolhi esse LP de 1971 porque faz parte da história entre meu pai e eu. Foi através desse trabalho que acabei virando fã de Roberto Carlos e admirar o quão maravilhoso é o seu repertório. E convenhamos né? Quem nunca teve uma história de amor ou uma lembrança familiar tendo com tema uma canção do Rei? Muitos e muitos tem um carinho enorme e seguem curtindo o som do Rei, mesmo com pouquíssimas músicas inéditas e os shows com o mesmo repertório. Quem é Rei nunca perde sua majestade.

Antes de lançar o LP "Detalhes" Roberto vinha de grandes trabalhos e recordes de vendas dos seus discos, sempre lançados em Dezembro aproveitando a data mais rentável que é o Natal. Em 1974 dava início aos seus especiais na Rede Globo no final de ano, alavancando ainda mais as vendas e os shows por todas as partes do país. Todo dia 24 de Dezembro era sagrado a família toda reunida em frente da TV para ver o especial do Rei, sempre com bons convidados e abraçando o repertório do novo disco. 

Mas em 1971 chegava às lojas um disco sensacional, muito bem produzido e uma música que ganharia o coração de todo um país: Detalhes é a mais bem sucedida obra prima do Rei com seu eterno parceiro Erasmo Carlos. Ela abre o disco do Rei e logo explode nas rádios de todo o Brasil e o disco bate o recorde de vendas sendo um dos maiores discos da história eleito pela revista Rolling Stone. Os arranjos ficaram por conta de Jimmy Wisner, um dos maiores maestros da música americana e teve a participação do flautista Altamiro Carrilho. Mas outra música que ganhou muita notoriedade nesse álbum foi "Debaixo dos caracóis dos seus cabelos" escrita em homenagem à Caetano Veloso que encontrava-se exilado em Londres. Nesse trabalho Roberto Carlos partia para um lado mais romântico com as músicas "A Namorada", "De tanto amor" e "Amada Amante", além do auge da sua fé com a canção "Todos estão surdos".

Minha relação com esse disco é de muita saudade e nostalgia, pois foi ele que me despertou o interesse em ouvir e conhecer a obra de Roberto Carlos. Meu pai era muito fã do Roberto e havia comprado esse disco em 1977, pois antes não tinha toca discos em casa. Meu pai então começou a dividir seu gosto musical entre Nelson Gonçalves e Roberto Carlos e eu, ainda um neném ficava no colo da mãe ouvindo aquelas músicas sem entender nada, é claro. Aos 13 anos começava a entender um pouco mais de música e descobria esse som tão intenso e mágico do Rei. Com uns anos a mais comecei a me interessar pela obra do Roberto e começava uma saga: Tentar colecionar os CDS. Tarefa árdua e complicada porque o CD do Roberto sempre foi um dos mais caros do país e difìceis até então de encontrar em Londrina. Mas com paciência e muitas pesquisas em lojas consegui completar sua discografia em 2016, mas apenas os lançamentos em português. Do meu pai herdei 7 LPS, todos bem conservados. Foi aí que me deu vontade de comprar os LPS do Rei e partir pra esse desafio. Consegui. E vou falar a verdade...ouvir em Vinil é muito mais gostoso e nostálgico. Outra coisa...o som dos LPS do Roberto são de excelente qualidade e muito bem produzidos com aquelas capas duplas, resistentes. 

Em 2010, meu pai foi morar ao lado de Deus. Mas um fato muito curioso aconteceu um pouco antes de sua partida definitiva. Estávamos em meu quarto ouvindo umas músicas do próprio Roberto e quando chegou "Debaixo dos caracóis dos seus cabelos" ele me disse: Essa música é tão bonita que vou sugerir pra tocar na missa do Dia dos Pais. Olhei pra ele e disse: "Pai, essa música encaixaria bem demais." Duas semanas depois no dia 31 de março ele partiria sem realizar seu desejo. Na missa de 7º dia fiz questão de lembrar essa passagem e tentei em vão cantar essa música. Só consegui chegar no refrão após a primeira estrofe. Foi difícil como é até hoje lembrar dessa passagem tão marcante.

Portanto, o critério de hoje para a coluna foi totalmente afetivo. Poderia estar falando aqui sobre qualquer disco do Roberto Carlos, mas foi esse LP que além de ser maravilhoso foi o que me despertou a gostar do Rei, lembrar da minha adolescência e dos últimos momentos ao lado do meu velho pai. E lógico...Detalhes é a minha música preferida, uma obra prima que sempre vai embalar minha vida.

Quer curtir a música "Debaixo dos caracóis dos seus cabelos"? Só clicar no player abaixo da manchete.

Ah..e tem o vídeo do Rei cantando "Detalhes". Só clicar logo abaixo.

Até a próxima!!!!